Como criar o hábito de efetivar controles

Como criar o hábito de efetivar controles

  1. Entender o seu negócio

Um dos grandes problemas da gestão corporativa atual o desconhecimento do negócio. Antes de mais nada é importante admitir que, ninguém conhece completamente o seu mercado, além disso as inovações tecnológicas e a velocidade da informação fazem com que os mercados mudem rápida e constantemente, o que dificulta ainda mais essa tarefa. Isso exige dos gestores hábitos de busca pelo conhecimento. Quanto mais você souber sobre o seu mercado melhor. A nossa sugestão é que você pesquise sobre as leis as quais o seu negócio vinculado, saiba como atuam os seus principais concorrentes e, claro, conheça bem o seu cliente através de canais adequados de comunicação.

 

  1. Identificar os riscos:

Se você fez o exercício acima, vai ser mais fácil iniciar a sua análise de riscos. Os profissionais especialistas em análise de riscos não vão adivinhar os riscos da sua empresa, vão utilizar metodologia de respostas de questionários e pesquisas legislativas para conhecer o seu negócio tão em quanto você.  Nessa fase você saberá identificar, para definir, quais são as fases do seu processo produtivo que precisam de mais atenção e que, por isso devem ser marcados como prioritários na sua lista. O momento também será oportuno para decidir quais desses riscos você deseja apenas gerir e quais você está pronto para eliminar.

 

  1. Implementar os controles

Por fim, mas não menos importante, é preciso definir o que será controlado – normalmente a análise de risco define os controles prioritários, como será controlado – processos internos, com que frequência será controlado – periodicidade das checagens e por quem será controlado – pessoa responsável pelas análises e relatório. Não é demais alertar que tudo deve ser implantado formalmente, para que as possíveis sanções por descumprimento que devem estar previstos em um código de conduta, tenham validade.